A Educação Especial

Educação Especial         Altas Habilidades/Superdotação         Autismo        Deficiência Auditiva         Deficiência Física         Deficiência Intelectual         Deficiência Visua         

Aluno Hiperativo

Aline Crociari      sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Aluno Hiperativo será que o professor sabe de fato, o que isso significa?

Antes de falar sobre aluno hiperativo, temos que saber o que é hiperatividade.

A hiperatividade é um distúrbio de aprendizagem que atinge 3 a 5% das crianças em fase de idade escolar.

A Hiperatividade é conhecida pela sigla TDAH, que significa Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, ou DDA, Distúrbio do Déficit de Atenção.

Os sintomas mais comuns da hiperatividade são a desatenção, a hiperatividade e impulsividade. Na escola, as características são visíveis, pois a criança não consegue se concentrar nas tarefas e se distrai com extrema facilidade, se atentando aos estímulos externos.

Sendo assim, um aluno hiperativo pode ser prejudicado se for colocado sentado perto de uma janela, por exemplo, porque a movimentação externa pode distraí-lo, o que acarretará dificuldades em sua aprendizagem.

Para o aluno hiperativo, permanecer sentado durante todo o período das aulas, é um grande desafio, já que ele apresenta excesso de atividade motora, gosta de correr e/ou caminhar pela sala e também, ficar em pé.

A hiperatividade faz com que a criança apresente reações emocionais fortes, tenha dificuldades para controlar seus impulsos e seguir regras, geralmente elas falam o que pensam e agem de maneira impulsiva diante de uma situação problema.

Quanto ao diagnóstico, este é complexo e exige a atuação de uma equipe multidisciplinar. Além disso, é preciso que o comportamento agitado se repita em pelo menos dois ambientes frequentados pela criança.

Ao todo, são 21 sintomas que determinam o TDAH: nove relativos à desatenção, nove à hiperatividade e três à impulsividade.

No que se refere a medicação das chamadas crianças hiperativas, pode se dizer que a  venda de remédios indicados para o tratamento cresceu 80%  nos últimos anos.

Porem, o tratamento da hiperatividade deve combinar: orientação aos pais e professores, terapia psicológica e medicamentos.

Nem sempre é necessário medicar a criança, pois a hiperatividade pode não ser tão prejudicial e algumas ações dos professores podem acolher melhor este aluno, amenizando assim seu comportamento agitado, desatento ou impulsivo.

Em sala de aula, o professor deve refletir se as atividades propostas são desafiadoras e mantém os alunos interessados. Atividade realizadas com tempo pré-determinado, podem ajudar os alunos a se manterem mais focados.

Além disso, uma boa dica seriam os trabalhos em grupos pequenos, pois estes favorecem a concentração. Além disso, o aluno hiperativo pode ter sua energia canalizada para fazer tarefas práticas no decorrer das aulas, como ajudar o professor na entrega dos materiais para os colegas.

FIQUE ATENTO!

Nem sempre uma criança que parece ser desinteressada ou apresenta muita energia pode ser classificada como hiperativa!

Problemas pessoais e familiares da criança podem desestabilizar o comportamento de uma criança e compor um quadro semelhante a hiperatividade: agitação, agressividade, isolamento dos colegas.

Neste sentido, é de extrema importância que os professores saibam identificar as oscilações comportamentais antes de classificar e/ou “rotular” o aluno como hiperativo.

Aluno Hiperativo

Você sabia que a Hiperatividade é um Disrtúrbio de Aprendizagem? Quer saber mais sobre Hiperatividade? Clique aqui.

Você gostou deste artigo? Então, não esqueça de deixar seu comentário! Sua opinião é muito importante!

Comentários

Educação Especial
Educação Especial é o foco. Aline Crociari é Pedagoga Habilitada em Deficiência Intelectual, Especialista em Educação e Reabilitação de Surdos, Psicopedagoga Institucional.
Mestre em Educação Escolar, há mais de 15 anos trabalhando ,com Educação Especial, cria o site  "A Educação Especial" buscando disseminar conhecimentos sobre o tema, sempre em perspectiva inclusiva.

 

Alavancagem Da Superação

Apenas Para Professores Que:

- Gostam De Sua Disciplina;

- Entendem A Internet Como Novas Possibilidades;

- Queiram Unir Conhecimento Com Tecnologia e

- Superar A Crise.

(Mesmo Que Não Saiba Nada De Internet);

Quer saber mais? Clique Aqui!