A Educação Especial

Educação Especial         Altas Habilidades/Superdotação         Autismo        Deficiência Auditiva         Deficiência Física         Deficiência Intelectual         Deficiência Visua         

Comunicação Total: Utilização de Diversos Recursos na Educação dos Surdos

Aline Crociari      segunda-feira, 24 de julho de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Comunicação Total originou-se em 1968 e utiliza na educação dos surdos todas as formas de comunicação possíveis, sem privilegiar uma única língua.

A Comunicação Total é uma abordagem que busca pensar em uma metodologia de trabalho que priorize o atendimento e a educação dos surdos de maneira diferenciada.

Esta abordagem educacional constitui-se no uso de sinais, de leitura orofacial, de aparelho de amplificação sonora e do alfabeto digital, objetivando aos surdos o desenvolvimento de uma comunicação real com todas as pessoas, facilitando a integração social por meio da língua oral.

A Comunicação Total inclui qualquer estratégia que permita e efetivação de uma comunicação, seja pela oralidade, seja pela datilologia, seja pelo uso dos sinais, seja pela junção de todos esses elementos ou possíveis outros que aparecerem e contribuam para o estabelecimento de um contato entre as pessoas. 

Esta abordagem educacional se preocupa com a aprendizagem da língua oral pela criança surda, porém, os aspectos cognitivos, emocionais e sociais não devem ser deixados de lado em função da aprendizagem exclusiva da oralidade.

Na Comunicação Total o que importa é o desenvolvimento do surdo, no tocante a sua comunicação. Não se considera a fala; mas sim, o conteúdo a ser transmitido, daí a utilização de diferentes recursos expressivos, por meio de uma linguagem que deva ser eficiente e garanta a comunicação.

Nesta abordagem a surdez não é vista apenas como uma patologia que deve ser eliminada, pois o surdo é uma pessoa que traz consigo a surdez e esta, repercute em suas relações sociais e no seu desenvolvimento afetivo e cognitivo, contribuindo assim para minimizar a ausência de comunicação.

Ao utilizar simultaneamente códigos manuais com a língua oral, criou-se dentro da Comunicação Total, o Bimodalismo que é um tipo de comunicação com códigos manuais que utilizam a estrutura gramatical da língua oral, ao contrário das línguas de sinais que possuem sua própria gramática.

Na ausência de uma língua de sinais efetiva que representa determinados elementos, utiliza-se a datilologia acompanhada da fala, na qual se emprega uma série de gestos para representar todos os sons em consonância com a fala.

Na Comunicação Total, a língua de sinais, no entanto não é utilizada de forma plena, como poderia ser.

A Comunicação Total não privilegia o fato da língua de sinais ser natural e espontânea no interior da comunidade surda e carregar uma cultura própria.

Além disso, essa abordagem educacional cria recursos artificiais para facilitar a comunicação e a educação dos surdos, o que pode provocar uma dificuldade de comunicação entre surdos que dominam a língua de sinais, com surdos que encontram em sua base educacional os pressupostos da Comunicação Total.

Comunicação Total

Você gostou deste artigo? Então, não esqueça de deixar seu comentário! Sua opinião é muito importante!

Comentários

Educação Especial
Educação Especial é o foco. Aline Crociari é Pedagoga Habilitada em Deficiência Intelectual, Especialista em Educação e Reabilitação de Surdos, Psicopedagoga Institucional.
Mestre em Educação Escolar, há mais de 15 anos trabalhando ,com Educação Especial, cria o site  "A Educação Especial" buscando disseminar conhecimentos sobre o tema, sempre em perspectiva inclusiva.

 

Alavancagem Da Superação

Apenas Para Professores Que:

- Gostam De Sua Disciplina;

- Entendem A Internet Como Novas Possibilidades;

- Queiram Unir Conhecimento Com Tecnologia e

- Superar A Crise.

(Mesmo Que Não Saiba Nada De Internet);

Quer saber mais? Clique Aqui!