A Educação Especial

Educação Especial         Altas Habilidades/Superdotação         Autismo        Deficiência Auditiva         Deficiência Física         Deficiência Intelectual         Deficiência Visua         

Educação Especial

Aline Crociari      sexta-feira, 30 de março de 2018

Compartilhe esta página com seus amigos

Educação Especial é um tema amplo que gera inquietações e discussões no interior das escolas. Muitos professores não se sentem preparados para atuar com alunos que possuem algum tipo de deficiência em salas de aulas no ensino regular.

Porém, ao pensar na Educação Especial, se faz necessário um esclarecimento básico acerca de duas indagações que serão dispostas nas linhas abaixo:

1 – O que é Educação Especial?

Educação Especial é uma modalidade de ensino que perpassa todos os níveis de escolaridade, compreendendo desde a educação infantil até o ensino superior, que deverá ocorrer preferencialmente na rede regular de ensino.

2 – Quem é o público alvo da Educação Especial?

De acordo com a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva (2008) o público alvo da Educação Especial são pessoas com:

- Deficiências (Auditiva, Visual, Intelectual, Física, Múltiplas e Surdocegueira);

- Transtorno Global do Desenvolvimento – atualmente denominado Transtorno do Espectro Autista e

- Altas Habilidades/Superdotação.

Deficiência é o substantivo atribuído a toda a perda ou anormalidade de uma estrutura ou função psicológica, fisiológica ou anatômica. Refere-se, portanto, à biologia do ser humano e ocasiona dificuldade na locomoção, percepção, pensamento e relacionamento social.

Já o Transtorno do Espectro Autista passou a ser considerado uma deficiência marcada por problemas na interação social e com padrões restritivos e repetitivos de comportamentos.

No que se refere Altas Habilidades/Superdotação é definida pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo como alto desempenho ou elevada potencialidade apresentada por determinados alunos, em qualquer um dos seguintes aspectos, isolados ou combinados: capacidade intelectual geral, aptidão acadêmica específica, pensamento criativo, capacidade de liderança, talento especial para as artes e capacidade psicomotora.

Todos os alunos considerados público alvo da educação especial possuem direito ao Atendimento Educacional Especializado – AEE, que se realizará em Sala de Recursos, no contraturno do ensino regular.

Este atendimento educacional especializado possui a função de complementar a aprendizagem, no caso de alunos com deficiência ou Transtorno do Espectro Autista; já no caso de alunos com Altas Habilidades/Superdotação, tal atendimento suplementa sua aprendizagem.

Atualmente o novo paradigma que se apresenta é uma educação especial que funciona em uma perspectiva inclusiva, garantindo para aqueles que são considerados seu público alvo, acesso, permanência e aprendizagem no ensino regular.

CONHEÇA para fazer a DIFERENÇA!

várias pessoas iguais na mesma posição com a cor preta e uma única de vermelha. O que representa a inclusão daquele que parece ser o diferente

Comentários

Educação Especial
Educação Especial é o foco. Aline Crociari é Pedagoga Habilitada em Deficiência Intelectual, Especialista em Educação e Reabilitação de Surdos, Psicopedagoga Institucional.
Mestre em Educação Escolar, há mais de 15 anos trabalhando ,com Educação Especial, cria o site  "A Educação Especial" buscando disseminar conhecimentos sobre o tema, sempre em perspectiva inclusiva.

 

Alavancagem Da Superação

Apenas Para Professores Que:

- Gostam De Sua Disciplina;

- Entendem A Internet Como Novas Possibilidades;

- Queiram Unir Conhecimento Com Tecnologia e

- Superar A Crise.

(Mesmo Que Não Saiba Nada De Internet);

Quer saber mais? Clique Aqui!